ITEP encaminha amostras para exame de DNA de Yasmin Lorena

As

amostras do corpo de Yasmin Lorena foram encaminhadas para realização do exame de DNA, segundo informações do Instituto Técnico-científico de Perícia do Rio Grande do Norte. A análise pode comprovar a identificação do corpo encontrado pela Polícia no dia 24 de abril a 70 passos da casa onde a adolescente vivia com sua família.

O exame de DNA é o único método para identificar o corpo considerando que a adolescente não possuía carteira de identidade ou registro odontológico. No entanto, o ITEP do Rio Grande do Norte não dispõe da estrutura para realizar a análise e a amostra deveria ser encaminhada para a Bahia ou o Ceará. O órgão ressalta que o caso corre em segredo de Justiça e, por isso, não pode informar em que estado o exame será feito ou qual é o prazo para divulgação dos resultados.

O corpo foi encontrado em uma casa na comunidade da África, na Redinha, na mesma rua onde a menina vivia com sua família. A residência estava em reforma e o pedreiro responsável pelo construção foi preso (no dia 26 de abril) após confessar que teria matado a adolescente após ela se recusar a ter relações sexuais com ele.

Tribuna do Norte

Deixe uma resposta