Dama de Espadas: desembargadores indicavam cargos para ALRN

A ex-procuradora da Assembleia Legislativa Rita das Mercês Reinaldo, principal acusada na Operação “Dama de Espadas”, apontou em delação premiada que desembargadores da justiça estadual, entre efetivos e aposentados, indicaram um total de 30 cargos comissionados para a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.

Segundo informações do Blog do BG, foram 10 dos membros do Tribunal de Justiça que teriam feito diversas indicações para ocupantes de cargos em comissão no Poder Legislativo estadual.

Ainda de acordo com a reportagem, Rita das Mercês afirmou não conhecer qualquer dos indicados e também disse não saber se eles realmente trabalhavam na Assembleia Legislativa.

Segundo a reportagem, o desembargador Expedito Ferreira de Souza, atual presidente do TJRN, deteve o maior número de indicações: 14.

Além dele, ainda de acordo com a reportagem, os desembargadores Oswaldo Cruz e Rafael Godeiro (já aposentados), e que estão envolvidos no escândalo dos precatórios, também foram citados por Rita das Mercês no esquema de indicações de cargos.

Veja a lista:

Expedito Ferreira de Souza – 14 cargos

Virgílio Macedo – 4 cargos

Cláudio Santos – 3 cargos

Dilermando Costa – 1 cargo

João Rebouças – 2 cargos

Aderson Silvino – 1 cargo

Saraiva Sobrinho – 1

Amaury Moura – 1 cargo

Osvaldo Cruz – 2 cargos

Rafael Godeiro – 1 cargo

VIA AGORA RN

Deixe uma resposta