Politica

“Se eu contar uma mentira, você acredita se quiser”, diz Bolsonaro sobre fake news

O presidente Jair Bolsonaro (PL) minimizou nesta quarta-feira (15) a divulgação de fake news. Disse que, para se livrar delas, basta não acreditar, enquanto voltava a critica o ministro Alexandre de Moraes, relator do inquérito das fake news no Supremo Tribunal Federal (STF).

“A preocupação do Alexandre de Moraes é fake news. Pelo amor de Deus. Ô, Leda, se eu contar uma mentira para você agora, você acredita se quiser. Ou, se você não gostar, você nunca mais fala comigo, você nunca mais entra na minha página”, afirmou Bolsonaro em entrevista ao canal da jornalista Leda Nagle no YouTube.

Ainda segundo Bolsonaro, “a preocupação do Alexandre de Moraes não é com a verdade. Ele vem arranjando maneiras de desgastar o meu governo e também retirar do ar parte das pessoas que me apoiam.”

A CNN procurou Alexandre de Moraes para comentar as declarações de Bolsonaro e aguarda retorno do ministro. Moraes foi eleito ontem presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e deve tomar posse em 16 de agosto.

Registro da candidatura
Na mesma entrevista, Bolsonaro avaliou que o TSE pode vir a cassar sua candidatura à reeleição. O presidente disse não ter dúvida de que os ministros da Corte querem inviabilizar sua chapa, com o objetivo de beneficiar Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

“Que querem impedir [minha candidatura], não há dúvida. Se vão conseguir, acho que vão fazer tumulto. Eles podem até lá cassar meu registro, alguns dias depois o pleno desfaz, mas fica aquela imagem pro Brasil todo, pensam logo em corrupção, para ajudar o Lula”, afirmou.

Para Bolsonaro, “Lula é o candidato desses três: do Fachin, do Barroso, do Alexandre de Moraes. Eu não tenho dúvida disso”. A CNN procurou os ministros Edson Fachin, Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes e aguarda retorno.

Candidato a vice
O presidente comentou ainda os rumores da indicação do candidato a vice-presidente em sua chapa para a reeleição. Um dos cotados é o general da reserva Walter Souza Braga Netto, ex-ministro da Defesa.

“Eu nem falei que é o Braga Netto meu vice. Como é que eu vou trocar? Eu vou trocar de esposa se eu nem casei ainda. Até três semanas atrás bateram muito aqui no ministro Carlos França [ministro das Relações Exteriores], que ele seria trocado. Toda semana inventam uma fofoca.”

O nome da ex-ministra da agricultura Tereza Cristina é defendido no bloco do centrão como uma maneira de Bolsonaro suavizar a sua imagem junto ao eleitorado feminino, segundo apuração do analista da CNN Gustavo Uribe.

Na segunda-feira (13), Bolsonaro afirmou que o candidato a vice em sua chapa será definido “mais tarde”.

“[Walter Braga Netto] é um nome que palatável. É um nome de consenso, que sabe conversar com o parlamento. É um colega meu da Academia Militar, um pouco mais novo do que eu. Pode ser o vice. Ele pode ser. Alguns querem a Tereza Cristina, é um excelente nome também. Vai ser definido mais tarde”, disse o presidente no começo da semana.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo